Make your own free website on Tripod.com

Leonhard Euler

(1707 - 1783) Físico-matemático suíço nascido em Basiléia, o mais brilhante gênio da matemática pura e aplicada de todos os tempos. De uma família tradicionalmente dedicada à pesquisa científica, filho de um pastor luterano que tinha sido aluno de Jacques Bernoulli, este um matemático de renome à época, mas que preferiria que o filho seguisse a carreira teológica. Estudou matemática com Jean Bernoulli, tornando-se grande amigo dos seus dois filhos Nikolaus e Daniel. Além de matemática também estudou medicina, astronomia, física óptica, teologia e línguas estrangeiras com o pai e outros professores. Por indicação dos irmãos Bernoullis, a convite de Catarina I, que morreria pouco depois, assumiu a área de medicina e fisiologia na Academia de Ciências de São Petersburgo (1727). Antes de ir para a Rússia já havia recebido menção honrosa da Académie des Sciences de Paris (onde ganhou por 12 vezes o cobiçado prêmio bienal) por um ensaio sobre mastros de navio. 

Com o retorno de Daniel à Suíça, tornou-se o principal professor de matemática da Academia, contribuindo intensamente com o conteúdo e credibilidade da revista matemática da Academia: Commentarii Academiae Scientiarum Imperialis Petropolitanae. Ainda na Rússia casou e teve alguns dos seus treze filhos e perdeu a vista direita (1733), ao que parece por excesso de trabalho ou por um problema neurológico.

 Introduziu o conceito de derivadas parciais  (1734), iniciou pesquisa sobre mecânica analítica e criou a moderna teoria das frações contínuas e o cálculo das variações. Publicou seu primeiro livro histórico, Mechanica (1736). A convite de Frederico II o Grande, foi para a Alemanha (1741), para fazer parte da Academia de Berlim, onde viveu os 25 anos seguintes, e onde continuou recebendo pensão de São Petersburgo e publicando naquela instituição. Publicou o Introductio in analysin infinitorum (1748), talvez seu mais importante livro. 

Desgostoso com o pouco interesse da corte alemã por matemática e já sabendo que estava ficando cego por causa de catarata, voltou a Rússia (1766), a convite de Catarina II a Grande, onde além de ampliar sua atividade ao estudo da mecânica, óptica, acústica e astrofísica, estudou o movimento lunar, o fenômeno dos eclipses e as posições relativas dos astros, e publicou o livro Institutiones calcalis algebricorum (1771), sistematizando o estudo da álgebra. Neste ano (1771) cegou definitivamente, porém não parou de produzir, normalmente ditando para seus filhos, vivendo assim até que morreu repentinamente (1783), em São Petersburgo. 

Publicou mais de 500 livros e artigos durante sua vida, mas muitas outras obras foram publicadas postumamente por quase meio século totalizando em torno de 900 publicações conhecidas, com uma produção matemática durante sua vida girando em torno da inigualável marca de 800 páginas por ano. Por meio de livros e monografias que apresentou à Academia, aperfeiçoou os conhecimentos da época sobre cálculo integral, desenvolveu a teoria das funções trigonométrica e logarítmica e simplificou as operações relacionadas à análise matemática. Sua contribuição para a geometria analítica e para a trigonometria é comparável à de Euclides para a geometria plana. 

A tendência a expressar operações físicas e matemáticas em termos aritméticos incorporou-se desde então aos procedimentos das ciências exatas. Com muita facilidade para aprender idiomas, preferia escrever em latim, mas também escreveu em francês e alemão. Escrevia também em vários níveis, inclusive livros de texto para uso em escolas russas sendo o principal deles a Intruductio (1748). Também deve-se a ele a maioria das notações matemáticas (simbologia, terminologia e idéias) em uso nas universidades nos dias de hoje, com por exemplo, p , S , i, e e f(x), a base dos logaritmos naturais ou neperianos e (de Euler)  a, b, e c para os lados de um triângulo e A, B e C para seus ângulos. 

Na hidráulica desenvolveu estudos sobre pressões em escoamento de fluidos, introduziu o conceito de cavitação e princípios sobre máquinas centrífugas, formulou a equação básica de movimento do teorema de Daniel Bernoulli e foi o autor do conjunto de variáveis, as variáveis de Euler, que servem para definir em cada ponto de um escoamento, em cada instante, um vetor velocidade. Também é de sua autoria trabalhos sobre turbo-máquinas (1751-1754), básicos para a compreensão do funcionamento das máquinas de reação e que foram fundamentais no século XIX, para os estudos das Rodas Poncelet e sobre turbinas propriamente ditas.

Voltar à galeria