Make your own free website on Tripod.com

Werner Karl Heisenberg

Werner Karl Heisenberg. Físico alemão (Würzburg, 5-XII-1901 — Munique, 1º-II-1976). Filho de August Heisenberg, professor de história bizantina, estudou física teórica na universidade de Munique, onde foi aluno de Arnold Sommerfeld. Doutorou-se em 1923.

Embora bastante jovem, foi convidado para assistente de Max Born em Göttien, onde se tornou professor contratado no ano seguinte.

Trabalhou por três anos com Niels Bohr em Copenhague. Em 1927, aceitou o lugar titular da cadeira de física teórica, em Leipzig.

Em 1942, foi nomeado diretor do instituto Max Planck em Berlim e, a partir 1946, transferiu-se para o instituto do mesmo nome em Göttingen.

O instituto se mudou em 1958 para Munique, ocupando-se também, daí por diante, de astrofísica. Heisenberg concentrou então sua atenção na teoria das partículas elementares.

Seus trabalhos a respeito da teoria dos quanta exerceram decisiva influência na física moderna e deram-lhe o prêmio Nobel de Física de 1932. Dedicada, desde o início, ao estudo dos elementos constitutivos da matéria, a obra de Heisenberg revolucionou a interpretação dos núcleos atômicos, aplicando a teoria dos quanta à interligação dos prótons e nêutrons por troca de forças. Além de oferecer uma interpretação para o ferromagnetismo, explica o 'efeito Zeeman', que não tinha solução na física clássica.

Max Born

Foi, porém, com o princípio 'da incerteza' ou 'da indeterminação' que abriu campo não só à física (pura e experimental), mas também à teoria do conhecimento. O princípio da indeterminação afirma que é impossível especificar e determinar, simultaneamente e com precisão absoluta a posição e a velocidade de uma partícula. Tanto posição quanto velocidade pedem ser, isoladamente, fixadas com precisão absoluta; mas, quanto mais precisa é uma delas mais incerta se torna a outra. A física clássica pretendia ser possível medir, precisamente, as várias grandezas em jogo; nada poderia perturbar a exatidão de um fenômeno observado. Heisenberg mostrou, porém, que, no processo de medida de grandezas no campo da microfísica há um limite onde a precisão se torna impossível, mesmo teoricamente. Pois o próprio ato de medida perturba, até certo ponto, o fenômeno.

 

Arnold Sommerfeld (esquerda) e Niels Bohr, dois dos professores de física que mais influenciaram Heisenberg, em 1919.

 


Para Einstein, Max Planck e Bertrand Russel, o princípio de Heisenberg exclui não o fato da causalidade mas a sua exata determinação — o que deixa intacta a possibilidade do conhecimento, para o alívio dos racionalistas.

 


Dirac, Heisenberg, e Schrödinger (esquerda para direita) na estação de trem de Stockholm a caminho da cerimônia do prêmio Nobel, Dezembro de 1933.

 

Obras:

Die physikalischen Prinzipien der Quantentheorie (1930; Os Princípios físicos da teoria dos quanta),

Wandlugen in den Grundlagen der Naturwissenschaft (1935; Mudanças nas bases das ciências naturais),

Die Physik der Atomkerne (1943; A Física dos núcleos atômicos),

Das Naturbild der heutigen Physik (1955; A Natureza na Física contemporânea)

Physik und Philosophie (1959; Física e Filosofia).

Voltar à galeria