Make your own free website on Tripod.com

Hermann von Helmholtz

(1821 - 1894) Físico empirista e fisiologista alemão, natural de Potsdam, célebre por ter formulado a lei matemática da conservação de energia (1847) e inventor um oftalmoscópio (1851), aparelho para examinar o fundo do olho. Estudou no Friedrich Wilhelm Medical Institute, de Berlim, onde se diplomou em medicina. Após a tese de doutorado, foi médico militar em Potsdam. Estendeu aos fenômenos biológicos a lei geral sobre conservação de energia quando apresentou na sociedade de física de Berlim, a famosa monografia Über die Erhaltung der Kraft (1847), que se tornou clássica, o consagrou definitivamente e que teve como conseqüência a aplicação das técnicas físico-químicas ao estudo dos fenômenos orgânicos. Ensinou em Bonn e depois em Heidelberg e assumiu a direção da cadeira de fisiologia da Universidade de Königsberg (1849). 

Embora fascinado pelo estudo do movimento dos vórtices (considerado o criador da teoria dos turbilhões), apresentou no Berliner Monatsberichte (1868), um importante estudo sobre interfaces entre fluidos de diferentes densidades, sob o título Ueber discontinuirliche Flüssigkeitsbewgungem

Nomeado  professor de física da Universidade de Berlim (1870), onde também foi diretor do Instituto Físico-Técnico de Charlottenburg. Introduziu a análise matemática para linhas de corrente livres, movimentos de vórtices e situações similares, trabalho apresentado na Academia de Ciências de Berlim (1873). Em um estudo isolado conseguiu sons complexos por meio de diapasões acionados eletricamente, justificando o teorema de Fourier. Assumiu (1888) o cargo de presidente da Physikalisch-Technikalische Reichsanstalt (Instituto Imperial de Física Técnica), que ocupou até a morte. 

Embora famoso por sua lei da conservação de energia, também desenvolveu trabalhos notáveis em  fisiologia, óptica, matemática, termodinâmica, eletrodinâmica e meteorologia. Expôs a doutrina da sensibilidade cromática, a partir da teoria do físico inglês Thomas Young, e determinou a existência de três cores fundamentais: vermelho, verde e violeta. 

Na acústica estudou os aspectos físicos da propagação do som, os efeitos sonoros harmônicos e suas correlações e as características fisiológicas de sua percepção pelo ouvido humano. Na eletrodinâmica determinou uma equação geral para os circuitos elétricos fechados e aplicou tal fórmula à propagação das perturbações elétricas e magnéticas através de corpos capazes de sofrer polarização dessa natureza. Também merecetam destaque suas pesquisas sobre o fenômeno da eletrólise e sobre o significado físico da lei do menor esforço

Professor de Heinrich Hertz, deu-lhe a motivação para a elaboração da teoria das ondas eletromagnéticas. Seus mais conhecidos livros foram Handbuch der physiologischen Optik (1856-1867), Die Lehre von den Tonempfindungen als physiologische Grundlage für die Theorie der Musik (1863), Vorträge und Reden (1844) e Wissenschaftliche Abhandhungen (1882-1895).

Voltar à galeria