Make your own free website on Tripod.com

 

A temperatura dos corpos físicos é medida através do termômetro. Entretanto, a base da termometria - ou seja, a medição da temperatura - está na chamada "Lei Zero da Termodinâmica". Diz esta lei:

"Se um corpo A está em equilíbrio térmico com B, e B está em equilíbrio térmico com C, então A também estará em equilíbrio térmico com C".

Esta relação aparentemente óbvia levou mais de 2000 anos para ser concebida.

O conceito de temperatura veio da observação que uma mudança no estado físico (como por exemplo, no volume) pode ocorrer quando dois objetos estão em contato (como o que ocorre quando uma barra de ferro incandescente é mergulhada na água). Esta mudança de estado físico é interpretada como a transferência de energia na forma de calor de um corpo para o outro. A temperatura é a propriedade que nos indica a direção do fluxo de energia.

Nos primórdios da termometria, a temperatura foi relacionada à altura de uma coluna de líquido, e foi observada a diferença de altura quando o termômetro foi colocado primeiro em contato com gelo derretendo (mudança de estado) e depois com água fervendo. Esta diferença foi então dividida em cem partes iguais chamadas de "graus", e o ponto mínimo foi chamado de "zero". Este procedimento levou à escala Celsius de temperatura.

Entretanto, devido ao fato dos líquidos expandirem de maneiras diferentes, e nem sempre uniformemente em um intervalo de temperatura, os termômetros construídos de materiais diversos forneciam valores numéricos de temperatura bastante diferentes entre os pontos fixos.

A escolha do mercúrio como líquido de preenchimento dos termômetros não foi arbitrária. Ele expandia de maneira razoável entre os pontos de congelamento e ebulição da água, ou seja, a mudança era perceptível, porém a expansão com a temperatura não era tão pronunciada, e assim a divisão da escala em cem partes foi realizada de maneira satisfatória.

Por A. Krell